segunda-feira, 11 de maio de 2009

ave marinha

Ave marinha.Cheia de graça. Seu humor é conosco. Benvinda entre as mil feras. Benvindo é o fruto do nosso dente. E sus! Planta marinha. Mande o deus rojar por nós, pegadores. Agora que é hora de nossa morte.
M.D.Magno

5 comentários:

Moacy Cirne disse...

Meu caro,

Não só publiquei um poema seu no Balaio, como o adicionei à Feira de blogues do mesmo. Um abraço.

líria porto disse...

ri - e isso é um presente nos dias bicudos!
besos

Thaís disse...

tiempo
hay
sólo
no
hay
tiempo
...

Você leu meus sentimentos.

olhodopombo disse...

bem salutar!

orlando pinhº d-silva disse...

estou de olho
no olho do pombo.
bem aguçado!