segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

pobre carnaval
tudo vendido
homem vira-lata
homem-lata
cata lixo
homem canta
voz de lata
todos alegres
no chão e da arquibancada
tudo na paz
ninguém vê o bicho

3 comentários:

olhodopombo disse...

ninguem vê o bicho
porque ele esta na propria pele....
como dizia minha mãe:
"macaco não olha para o rabo"!

sandra camurça disse...

menino, tenho muita vontade de um dia ver Os Filhos de Gandhi,aí na Bahia, deve ser lindo demais!
beijos,
gostei do poema

olhodopombo disse...

andei na chuva de ontem
aqui
o suermercado do Pereira
ficou chio dagua,
tanto entrando pela porta da frente
como caindo do Ceu... fiz um comentario no meu blog....