quinta-feira, 22 de maio de 2008

corpus capitalisticus

poema de décio pignatari extraído de poesia pois é poesia
+ christi in corporis:
literatura clandestina
coletivo periferia

5 comentários:

sandra camurça disse...

Excelente! Orlando! Excelente!
Beijos.

sandra camurça disse...

Ei, some não!
beijos

Moacy Cirne disse...

Sempre gostei do Cr$isto é a Solução, um dos melhores póemas de Décio. Abraços.

Moacy Cirne disse...

Oi, liguei o seu blogue, através do Cr$isto, ao Balaio Porreta de hoje. Um abraço.

orlando pinhº d-silva disse...

oq moacy assim vamos formando nossa teia libertária!
grande abraço mestre!