quinta-feira, 12 de janeiro de 2012


caverna escura
poesia
queda
loucura

clareza pura

poesia
cura
loucura


orlando pinho

Nenhum comentário: